Terapia que perfuma a alma


Terapia que perfuma a alma
Quando os cuidados corriqueiros com a saúde utilizados, já não resolvem mais e mesmo os medicamentos também parecem não fazer efeito, surge uma grande questão... Em quem e no que podemos confiar? Sempre existem respostas. Uma das solução de que falo - os Florais... que são capazes de equilibrar a freqüência energética e o padrão vibratório em cada um de nós.
Os florais como terapia surgiram há mais de 80 anos, e foi quando Edward Bach (1886-1936) médico e homeopata inglês da década de 30 descobriu as primeiras essências florais que mais tarde foram utilizadas em seu consultório. Ele como profissional, atuava como bacteriologista, mas seu jeito de aplicar a medicina era muito diferente e possuía uma maneira de diagnosticar totalmente diferente dos demais médicos, isto porque, ao observar um paciente julgava também emoções e atitudes. Em sua análise, observava que as pessoas reagiam de forma diferente às doenças e por isso começou acreditar que o emocional influía na recuperação do paciente e aqueles que tinham um mesmo temperamento podia-se aplicar o mesmo método de cura que a reação seria muito parecida. Bach entendeu que mesmo a doença sendo parecida de pessoa a pessoa, as reações internas ao organismo aconteciam de forma diferenciada justamente por cada pessoa também possuir um caráter distinto, desta forma começou a buscar uma solução para estas questões. Descobriu que harmonizando as emoções e os sentimentos, os medicamentos tinham um efeito bem maior, pois a depressão, o ódio, problemas espirituais, o medo, a angústia, rancor, e tantos males que afligem nossa mente e nossos pensamentos, são coisas que destroem e enfraquecem o organismo. Sendo assim, antes de administrar qualquer remédio acreditava que a pessoa precisava estar equilibrada internamente, para que ele tivesse todo o efeito desejado.
Com isso surgiu uma nova terapia, onde se potencializava a água com a energia das flores, para que depois fossem usadas no tratamento emocional e espiritual, claro que não como uma panacéia ou a solução total, mas como auxilio do tratamento , pois restabelecendo o emocional e equilibrando-o energeticamente, a pessoa estaria pronta para ser curada ou ate mesmo curar-se. Contudo os florais não são como um dorflex ou um paracetamol, que além de possuir uma fórmula pronta para todos igualmente ainda tiram sensações imediatas, no caso uma dor.
Um floral é um tipo de remédio, contudo homeopático, possui dosagem e diferente do que muitas pessoas pensam, para que ele tenha o efeito desejado, é preciso ter um conhecimento aprofundado desta área. Cada floral tem seu potencial e sua função, para certos tipos de pessoa não ira bastar apenas um tipo de floral, poderá ser necessário fazer outros acréscimos ou misturas, deste modo é extremamente necessário um conhecimento real sobre os florais para que sendo usado este tipo de medicamento a pessoa tenha satisfação nos resultados.
É considerada uma terapia holística, pois irá auxiliar no tratamento equilibrando e harmonizando para potencializar a cura, já que a pessoa não deseja somente parar de sentir dor, mas sim não sentir dor nunca mais. Dizemos que é holística quando entendemos que o centro não esta somente no corpo físico, pois ele é uma parte, há outras como o corpo astral, mental, emocional e etérico e isto tudo compreendendo uma totalidade. E a Terapia Floral é uma terapia vibracional que auxilia harmonizar todas essas camadas ajudando a colocar todos esses corpos em harmonia e onde há harmonia há bem-estar e onde há bem-estar há saúde. É importante deixar claro que não é necessário ter participação de nenhuma crença, religião ou fé específica, a única exigência é que a pessoa tenha o desejo da própria cura e busque honesta e ativamente o seu próprio equilíbrio interior. “Quando existe o desejo, há um caminho”.(Saint Germain)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

10 tipos de terapias alternativas para aliviar a dor e o estresse

Meridianos Dos Pés à Cabeça

Terapia Frequencial, Saúde Quantica.