Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011

HIDROCOLONTERAPIA

Imagem
Os benefícios da hidrocolonterapiaOs hábitos básicos para assegurar um cólon saudável são: uma adequada alimentação e nutrição com frutas e verduras, atividade física, vida natural, pensamentos e atitudes positivos e limpeza periódica do cólon.

A hidrocolonterapia é uma prática antiga de limpeza intestinal (feita com água morna) que promove a depuração profunda do sangue, tornando-o mais limpo, fino e oxigenado.
 Hoje, com a certeza que se tem da importância do intestino para o bom funcionamento do organismo, a hidrocolonterapia passou a ser um trunfo e amplamente indicada por médicos como tratamento auxiliar para o bem-estar, cura de diversas doenças e, consequentemente, para o embelezamento. 

Recentes estudos científicos proclamam o intestino como o “segundo cérebro”. Isso quer dizer que, além de atuar como um órgão inteligente, selecionando, entre o que comemos, o que é útil e o que não é útil para o organismo, o intestino é responsável pela produção de …

Ventosaterapia.

Imagem
Uma terapia por sucção

Embora pareça uma técnica simples, recomenda-se não fazer uso caseiro deste método, tornando-se prejudicial quando não se têm um conhecimento ou treinamento prévio na aplicação das ventosas...
Ventosaterapia, é o nome que se dá a uma técnica antiga que surgiu não se sabe exato em que momento da história. Sendo que atualmente um dos procedimentos básico é a colocação de campânulas ou copos redondos de vidro sobre a pele, gerando a sucção do local, com ventosas. A terapia já havia sido utilizada desde centenas de anos atrás, pelos gregos, egípcios e principalmente pelos chineses que por muito tempo continuaram empregando o método de forma medicinal. Na cultura helênica, o filósofo grego Hipócrates menciona em seus escritos esta aplicação, praticada pelo povo desde o século IV a.C.. Na América do Sul e América Central acredita-se que também os xamãs (curandeiros indígenas) faziam uso desta técnica, onde utilizavam o porongo ou a cabaça no lugar das c…

Os 5 elementos da MTC e as emoções.

Imagem
Para entender como a Medicina Chinesa aborda as emoções é preciso entender o modelo dos cinco Elementos.

A teoria dos Cinco Elementos faz parte da Medicina Chinesa há milênios e foi mencionada no Nei Ching Su Wen, escrito há 200 a.C. Ela divide a experiência humana em 5 grupos distintos: Madeira ( fígado e vesícula-biliar), Fogo( coração, intestino delgado), Terra (baço/pâncreas e estômago), Metal ( pulmão e intestino grosso) e Água ( Rim e bexiga). Esses elementos não só controlam e mapeiam todas as funções anatômicas e fisiológicas do organismo, como integram em uma unidade energética contínua, corpo e mente. Servem para entender como grupos distintos de influencias ou energias se relacionam ora produzindo estimulo, ora inibido a ação.

O elemento Água, regido pelos Rins, é responsável pelo sentimento de sobrevivência, pelo medo, inclusive pelo medo da morte e do desconhecido. Quando não esta bem os rins podem gerar ansiedade, medo de tudo, pânico e até mesmo o sent…

Pontos Fonte.

Os pontos Yuan são designados de pontos fonte. O yuan qi primário é quente e promove os órgãos. Os pontos fonte atuam diretamente nos sistemas Yin. Realçam-se duas diferenças cruciais na utilização dos pontos fonte Yin e Yang: os pontos fonte Yin são utilizados para tonificar o Yin enquanto que os pontos fonte Yang são usados, principalmente, em condições de plenitude. Os melhores pontos para tonificar o Yang são os pontos do Mar Inferior. Nos meridianos Yin, os pontos Yuan correspondem aos ponto Shu (3º ponto dos cinco pontos Shu), enquanto que nos meridiano Yang os pontos fonte se encontram entre o 3º (Shu) e 4º(Jing) pontos dos cinco pontos. Portanto, regra geral, são os 4ºs pontos a contar das extremidades com excepção para o meridiano da Vesícula Biliar em que é o 5º ponto. Os pontos fonte tem duas funções: a função diagnóstica e a função terapêutica. A sua função no diagnóstico faz-se através da palpação. O ponto, ao toque, pode sentir-se em tensão ou em vazio. Outra…